Nova descoberta sobre a protéina do leite

Cuidado amigos, alguns em dieta que ainda apresentam sintomas ou passam a ter, podem estar reagindo a proteína do leite de vaca que causa a mesma inflamação e atrofia de vilosidades que o glúten provoca.
www.ncbi.nlm.nih.gov
Lidén M, Kristjánsson G, Valtysdottir S, Venge P, Hällgren R. Scand J Rheumatol. 2010 Aug; 39(4):292-8.
 
Tradução de Dra Noadia Lobão

Proteína do leite de vaca e DC


Pacientes com doença celíaca submetidos a uma dieta sem glúten, podem, mesmo assim, apresentar sintomas gastrointestinais.  Clinicamente, a sensibilidade à proteína do leite de vaca pode ser a origem do problema.

Usando o teste rectal gluten challenge, foi investigada a reação inflamatória da mucosa ao glúten e à proteína do leite de vaca  em pacientes adultos com doença celíaca. O teste foi realizado com a utilização de glúten de trigo e pó de proteína do leite de vaca, em 20 pacientes com doença celíaca e 15 controles saudáveis.

Quinze horas após o teste, a reação da mucosa foi determinada pela técnica chamada: mucosal patch technique. Foram medidas: a liberação local de células do sistema imune, neutrófilos e grânulos constituintes de eosinófilos; uma enzima que catalisa a formação de numerosas espécies reativas oxidantes: mieloperoxidase e a proteína catiônica eosinofílica.
Simultaneamente os pesquisadores mediram o óxido nítrico produzido pela mucosa.

Seis dos pacientes que reagiram à proteína do leite de vaca foram testados também com α-lactoalbumina e caseína.

18 dos 20 pacientes testados pelo glúten induziram a ativação de neutrófilos, definida pelo aumento da liberação da enzima  mieloperoxidase e pelo aumento da síntese de óxido nítrico.

Dez desses 20 pacientes apresentaram uma reação inflamatória igualmente forte ao serem testados pela proteína do leite de vaca.
Seis dos pacientes sensíveis à proteína do leite de vaca foram testados com proteínas do leite de vaca específicas: caseína e α-lactalbumina.

A caseína, em contraste com a α-lactoalbumina, induziu uma resposta inflamatória semelhante à produzida pela proteína do leite de vaca.
A resposta inflamatória da mucosa à proteína do leite de vaca foi semelhante à reação provocada pelo glúten em cerca de 50% dos pacientes com doença celíaca. A proteína caseína, particularmente, parece estar envolvida nesta reação.

Os pesquisadores concluíram que os dados obtidos levantam a possibilidade de que a sensibilidade ao leite de vaca pode ser uma característica em uma parcela de pacientes com doença celíaca e pode, portanto, contribuir para sintomas persistentes em pacientes celíacos que estão em uma dieta livre de glúten.