O que levar para uma festa?


Dicas para festas

Imagem retirada da Net
Se há algo que preocupa aqueles que se dão mal com o glúten, mesmo aqueles que são uns verdadeiros mestres na dieta, são as festas, principalmente na casa dos outros. Vem este post a propósito de um jantar que tivemos há tempos em casa de familiares. A refeição foi preparada com todo o cuidado por quem lida com os caprichos da dieta sem glúten com algum à-vontade. Sentados a desfrutar o repasto, eis senão que vejo uma mão muito rápida a mergulhar um pedaço de pão cheiinho de glúten na travessa do jantar. Para além de ser uma falta de boas maneiras, ia-me deixando com os nervos à flor da pele a pensar que o meu filho poderia ter sido “aglutinado” não tivesse eu visto o que se passou. Felizmente, o Lucas já estava satisfeito e não quis comer mais.

Sei que a pessoa em questão não o fez por maldade, mas sim por não pensar. E isto é um risco grande quando frequentamos festas em casa de terceiros. O intolerante ao glúten deve então usar algumas técnicas para circum-navegar em segurança as águas da sua vida social:
- Deve informar o anfitrião das suas limitações dietéticas e propor, com simpatia, levar um prato; assim, se não puder comer nada, esse prato é uma segurança;

- Caso o evento envolva o consumo de álcool, leve a sua cerveja sem glúten (se for a sua bebida de eleição, é claro);

- Da mesma maneira, leve um lanche de emergência, tal como umas bolachas, barras de cereais, umas tostas, caso se verifique a primeira situação mencionada e o prato de segurança tiver sido contaminado por outro convidado;

- Deve comer antes de sair de casa. Prepare uma bela e reconfortante refeição e garanta que não sai de casa faminto. Deste modo, resistirá melhor às tentações off-limits com que se vai deparar;

- Como referi na introdução, mesmo uma refeição sem glúten pode não ser isenta: aquela pasta de atum sem glúten, com um aspecto tão inocente, pode ter sido contaminada por uma tosta com glúten mergulhada directamente no seu recipiente;

- Na dúvida, não coma. O anfitrião pode ter tido todos os cuidados mas se não faz ele próprio a dieta, é provável que tenha cometido algum erro. Sempre com educação, peça para ver as embalagens ou rótulos dos produtos usados na festa, em caso de dúvida.

A outra alternativa para manter uma vida social e não por em causa a dieta é organizar a festa em sua casa. Não ofereça nenhuma opção com glúten e esteja descansado pois não há possibilidade de contaminação. Há suficientes pratos deliciosos e sem glúten  para que toda a gente fique satisfeita. Caso os seus convidados perguntem o que podem trazer, mencione bebidas, saladas sem molhos ou uma salada de frutas para a sobremesa. Por fim, para um evento feliz, tente concentrar-se na festa e nos amigos, não no que não pode comer, o que não é fácil, mas é o melhor que se pode fazer.