Faz muito tempo que quero falar sobre sementes de chia aqui, mas não conseguia me decidir se era uma boa ou má idéia. Muita gente acha que comida vegana é diferente, exótica, cara e difícil de encontrar (o que chamo de “comida esotérica”) e falar desse alimento que pouca gente conhece só reforçaria esse mito. Mas, por outro lado, eu gosto de mostrar a imensa variedade de produtos que a natureza nos oferece, o que ajuda a acabar com um outro mito, o de que veganos não podem comer nada. Antes de começar a falar desse super alimento, que está na moda em alguns países do hemisfério norte, gostaria de avisar que feijão com arroz também é vegano e que ninguém precisa de comida esotérica pra adotar uma dieta 100% vegetal.
Chia é uma planta (seu nome botânico é salvia hispanica) cultivada há muitos séculos no sul do México. Os Maias e os Astecas eram grandes apreciadores das sementes de chia, que além de ocupar uma parte importante de sua alimentação (parece que depois do milho e do feijão, era o vegetal mais consumido), também era usado como moeda. Elas ficaram confinadas lá no México, onde nunca deixaram de ser cultivadas, até o pessoal natureba descobrir, alguns anos atrás, que semente de chia é um dos alimentos mais completos, nutritivos e funcionais que existe. Além de extremamente ricas em fibras, elas são uma proteína completa, têm o dobro de potássio que a banana, três vezes mais antioxidantes que mirtilo (blueberry), seis vezes mais cálcio que leite e oito vezes mais ômegra 3 que salmão.
As sementes são minúsculas, menores que um grão de arroz...
...e muito menores que um feijão.
A chia, assim como a linhaça, é uma semente mucilaginosa, ou seja, em contato com líquidos se transforma em gel (graças ao grande teor em fibras), o que diminui a velocidade em que o organismo assimila os açúcares (carboidrato também é açúcar). As sementes absorvem 12 vezes seu peso em água, hidratando o corpo e protegendo a mucosa do intestino. Como se isso tudo não fosse suficiente, chia é facílima de ser digerida e tem poucas calorias. Dizem que os guerreiros astecas podiam correr durante 24 horas depois de ter ingerido apenas 1cs de chia. Não sei se acredito nisso, mas um dia Anne colocou 1cs de chia no seu pratinho de papa de aveia às sete da manhã, trabalhou (andando e correndo) durante horas e só foi sentir fome depois das três da tarde. Mas se alguém fizer o teste da maratona, por favor divida os resultados comigo.
Vocês devem estar se perguntando “Onde comprar essa maravilha da natureza?”. Agora vem a parte cruel da história: na Europa e na América do Norte é possível encontrar chia em quase todas as lojas de produtos orgânicos/naturais, mas não sei se ela é vendida no Brasil. Mas se até aqui nesse fim de mundo onde moro eu encontro chia, acho que não vai demorar muito pras essas sementes aparecerem no mercado brasileiro, como aconteceu com a quinoa. Pergunte na loja de produtos naturais que você frequenta se eles conhecem chia. Se várias pessoas perguntarem, acredito que eles irão se informar e começarão a vender. Ela é produzida no México e na Argentina e se daria muitíssimo bem no solo brasileiro (precisa de pouca água e é super resistente às pragas).
Pros felizardos que encontram chia perto de casa, a questão agora é “Como prepará-la?”. Nada mais simples! Chia pode ser consumida crua, de várias maneiras. Ela também pode substituir ovos em bolos e pães, exatamente como a linhaça, mas como custa uma pequena fortuna prefiro consumí-la crua, pra aproveitar ao máximo os nutrientes. Aqui onde moro pago o equivalente a 20 reais por um pacote de meio quilo. Sei que parece muito, mas ele rende três meses, pois só uso 1cs por vez (1cs oferece todo o ômega 3 que precisamos em um dia) e não como todos os dias.  A receita de base é: misture 1cs de chia com 1/2x de água e deixe hidratar meia hora, mexendo de vez em quando. No final desse tempo um gel terá se formado, como na foto abaixo.
Você também pode preparar uma quantidade maior e deixar na geladeira. O gel de chia se conserva alguns dias, sem perder os nutritentes. Em seguida esse gel pode ser consumido de várias maneiras. Chia não tem absolutamente gosto nenhum e tem uma textura idêntica à sementes de tomate. Por ter sabor neutro pode ser misturada com outros alimentos sem alterar o gosto original. Você pode juntar o gel à papa de aveia (depois de pronta) ou vitaminas de frutas, por exemplo. Fica ótimo também com iogurte de soja, como na foto (1/2x de gel misturado com um iogurte).
 
Você também pode usar outros líquidos pra hidratar a chia. Eu adoro usar leite de amêndoas, por exemplo.
 
Depois de hidratada, uso a mistura de chia/leite de amêndoas de várias maneiras. A mais simples é misturar com frutas frescas amassadas ou em pedaços: peras em cubinhos, maçã ralada, pêssegos em pedaços, banana amassada (como na foto abaixo) …
Se a textura das sementinhas te desagradar (tem quem ache viscoso demais, mas eu não me incomodo de maneira alguma), triture o gel com as frutas no liquidificador. Nessa foto bati a mistura chia/leite de amêndoas com morangos. Delícia! Mil vezes melhor que os iogurtes cheios de açúcar e produtos químicos que me faziam salivar antigamente.
Uma idéia de lanche ou sobremesa super nutritiva e deliciosa é fazer um pudim de chia. Preparo o gel de chia com leite de amêndoas (a proporção é a mesma: 1cs de chia pra 1/2x de leite de amêndoas) e depois trituro com 1 banana congelada (em rodelas) e 1 ou 2cc de cacau em pó. Se eu tiver com vontade de um pudim mais docinho, coloco 1/3 de tâmara também (sou muito, muito sensível ao doce). Fica sublime!
Se você tiver a sorte de encontrar sementes de chia, aproveite. Esse alimento funcional é uma verdadeira mina de saúde. Mas quem mora no Brasil não deve ficar triste. A linhaça, embora um pouco mais fraquinha quando comparada à chia, continua sendo uma excelente fonte de fibra e ômega 3 (mais do que peixe, sim, sim!). E quem sair por aí dizendo que vegano só come alimentos caros e difíceis de encontrar leva cascudo.
OBS Dias depois de ter publicado esse post, descobri um produtor de sementes de chia no RS que envia pra todo o Brasil. Parece que o quilo custa R$ 35, o que é uma verdadeira pechincha! Lembre-se que consumindo 1cs por dia, 1kg vai durar meses na sua cozinha. Eles devem cobrar um pouco mais pra enviar o pacote, mas mesmo assim vale muito a pena. Os pedidos devem ser feitos atraves do site, onde você vai encontrar muita informação sobre essa sementinha mágica.Vai lá: Sementes Oraci. (Não, eu não ganho nada pra fazer propaganda pra eles, mas se quiserem mandar um pacotinho de chia pra mim eu ficaria muito agradecida:-)
Fontes: