sábado, 10 de setembro de 2011

Para os muito sensíveis ao glúten! Novidade!

PARA QUEM NÃO QUER SER CONTAMINADO PELO GLÚTEN,FAÇA SUA PRÓPRIA FARINHA.


A respeito de cereais

Há milênios os cereais e seus subprodutos de pertencem ao grupo dos alimentos mais nutritivos. O grão de cereal contém quase todos os nutrientes e elementos necessários a alimentação humana. Enquanto carboidratos (amidos), gordura e proteína fornecem ao corpo humano energia e elementos construtivos, as vitaminas e minerais regulam o funcionamento do organismo, como por exemplo, o metabolismo e a atividade de nervos e músculos.

Corte de um grão 

Gérmen: contém vitamina, minerais, proteína e gordura
Corpo farinhoso: contém principalmente amido e proteína
Casca da semente: contém minerais, vitamina e fibras

As fibras tem importante papel na digestão, pois: 

» Saciam, devido a longa permanência no estômago
» Estimulam a função intestinal
» Evitam enfermidades do intestino grosso
» Fornecem baixas calorias

Principais cereais: 

» Trigo sarraceno 
» Espelta 
» Cevada
» Aveia
» Painço
» Milho
» Arroz
» Centeio
» Trigo

Moer grãos em casa faz sentido?

Observando uma maçã ralada, logo se sabe há quanto tempo foi processada - Mas e a farinha ...?

A farinha percorre um longo caminho até chegar a sua mesa: moagem, embalagem, distribuidor, comerciante... e só então chega a você. 
Há quanto tempo estava na prateleira? O frescor e os elementos vitais se perdem! 
No caso da maçã ralada, todos sabemos disto e por isso é consumida na hora.
Igualmente acontece com o cereal: somente moído na hora, ele preserva variadas vitaminas, oligoelementos, minerais, gorduras não saturadas, elementos de proteína e aromas, que são imprescindíveis à nossa saúde. Algumas horas após a moagem muitos desses valores se perdem. 
Por este motivo, cada vez mais pessoas conscientes de uma alimentação saudável, pedem para moer seus cereais na hora da compra, nas lojas de produtos naturais.
Melhor ainda é moê-los em casa mesmo! Por este motivo fabricamos os moinhos hawos.

Use Farinha integral ao invés de farinha branca (processada)!

Na fabricação da farinha branca comum existente no comércio (em geral tipo 405 ou 815) o gérmen e a casca do cereal é retirada antes da moagem e portanto a farinha é constituída somente do corpo farinhoso, quase isento de vitaminas, minerais e fibras. Devido a esse tratamento aumenta-se a durabilidade da farinha e ela se torna branca. Antigamente só os mais abastados podiam adquirir farinha branca. Desde então tornou-se simbolo de estilo de vida sofisticado.
Hoje está provado que, com o consumo elevado de produtos provenientes da farinha branca, o ser humano fica desprovido de importantes nutrientes na sua alimentação. Farinhas integrais, provenientes da moagem do grão inteiro comparados às farinhas brancas, possuem mais vitaminas B, E, A, Niacina e minerais como potássio, cálcio, fósforo, magnésio e ferro.