terça-feira, 2 de agosto de 2011

Outra farinha maravilhosa!! Côco!

E as receitas feitas com a farinha e o óleo de côco ficam excelentes!

FARINHA DE CÔCO – Alimento Funcional

julho 26th, 2011 por Renata Merlino

A Farinha Orgânica de Coco é um alimento funcional, integral, com alta concentração de fibras, obtido da amêndoa de cocos orgânicos saudáveis e maduros, por processo orgânico certificado, sem adição de açúcar ou qualquer aditivo químico ou conservante.
Benefícios da farinha de coco:
- Contém menos da metade do teor de gorduras do farelo de trigo;
- O baixo teor de gordura presente na Farinha de Coco é de Triglicérides de Cadeia Média (TCM), um tipo especial de gordura saturada, sem colesterol, que é rapidamente absorvida e transformada em energia no fígado, não se acumulando como gordura.;
- Tem baixa concentração de carboidrato digerível e alta concentração de amido resistente que auxilia no controle da glicemia;
- Possui mais fibras do que os outros grãos: 4 vezes mais que o farelo de aveia; 2 vezes mais que o farelo de trigo e 3 vezes mais que a semente de linhaça moída;
- Apresenta alto teor de fibras que auxilia no processo de emagrecimento, promovendo sensação de saciedade e ajuda também na regularização intestinal;
- Contém Ferro e mais de 10% em proteínas;
- Utilizada para fazer pães, bolos, tortas, biscoitos, adicionadas aos cereais, iogurtes, vitaminas e ração humana;
- Como contém açúcar naturalmente proveniente a polpa da fruta, nas receitas podem utilizar menos açúcar;
- Não contém glúten;
por Cris Jimenes

PÃO SEM GLÚTEN DE MÁQUINA: Nova Receita

julho 25th, 2011 por Renata Merlino
Essa semana que passou fiz algumas mudanças na receita do pão sem glúten que faço na máquina e ficou bem gostoso! Então a receita ficou assim:
INGREDIENTES:
250ml de leite de baixa lactose + 120ml de água
1 ovo
2 col (sopa) cheia de óleo de côco
1/2 col (chá) sal
1 col (sopa) de açúcar mascavo
1 e 3/4 xíc (chá) de creme de arroz
1 xíc (chá) de polvilho doce
1/2 xíc (chá) de fécula de batata
1/2 xíc (chá) de extrato de soja
2 col (chá) de CMC
3 col (chá) fermento biológico seco
1/2 xíc (chá) cheia de farinha de côco
Na máquina devemos colocar os ingredientes nessa ordem, dos líquidos para os secos. Programei para ciclo ultra rápido e para ficar com a casca branquinha. Então vai bater 15 minutos e assar por 1h, nesses quinze minutos eu vou adicionando água e mexendo com a espátula para a massa ficar bem misturada. A diferença dessa vez é que o pão cresceu bastante porque aumentei uma colher do fermento e fiz ele num momento em que a cozinha estava quentinha porque estava cozinhando sopa na panela de pressão e deixei a janela fechada, assim o calor ativou muito melhor o fermento. Deixei esfriar e fatiei. O resultado foi esse:
Ele ficou mais moreninho e mais macio que o outro. Gosto de passar um pouquinho de manteiga e tostar na frigideira sempre que vou comer porque o mantenho na geladeira. Dessa forma ele fica fresco por uma semana ou um pouco mais.
O óleo de côco é uma gordura saturada porém com absorção diferente da que conhecemos, não tem aquela particularidade de encher as artérias de placas gordurosas. Essa gordura tem uma potente função antifúngica e é também utilizada como fonte de energia. Já a farinha de côco tem alta quantia de fibras e as propriedade do óleo também. Ambos são alimentos funcionais e podem ser utilizados com muitas funções benéficas para o organismo. No pão esses alimentos baixam o índice glicêmico da receita o que é bem interessante quando se fala de consumirmos carboidratos. Além disso deixa um aroma bem gostoso de côco no pão!
É só testar e depois contar!
por Renata Merlino