Discriminação





Amigos, venho compartilhar com vocês uma vitória na justiça por discriminação contra doença celíaca, vitória que resulta em reintegração à empresa e indenização por dano moral. Acredito que a reintegração ocorra até julho do corrente, ainda não sei ao certo. Mas como a decisão saiu em final de julho de 2011, estamos confiantes em que tudo aconteça nesse prazo. (Estou segurando a notícia desde então, mas acho que já chegou a hora de compartilhá-la).
Ingressei na empresa por concurso público e em janeiro de 2008 fui demitida, após um longo e doloroso processo de perseguição e assédio moral motivado por minhas ausências ao trabalho, devido ao quadro da DC, que foi se agravando paralelamente ao assédio, o que me levou a várias internações em hospitais e a um sofrimento físico e emocional muito grande.
Quero compartilhar com vocês essa vitória (que não é minha, é nossa, de todos os portadores de DC), porque penso que outros celíacos também possam a vir, ou já estejam a passar por algo semelhante. Como a doença é pouco conhecida, muitas vezes nos sentimos sós e sem argumentos diante da incompreensão em relação a nossa condição, a qual muitas vezes nos incute restrições e impossibilidades que os demais não têm.
Queria também deixar os contatos de meus advogados da área trabalhista, que estudaram profundamente a doença e acabaram por abrir uma jurisprudência, que antes não havia. Foi uma vitória inédita.
Os contatos são:
Pinaud Neto Advogados Associados – Rua Luiz Leopoldo Fernandes Pinheiro, no. 551, grupo 407, Centro, Niterói, RJ.
Tel./Fax (21) 2613-3113/ 2613-6698
Site: www.pinaudneto.com.br
Abraços a todos.