sexta-feira, 8 de julho de 2011

Hipotiroidismo Subclínico! Muito importante!

Alimentos e Tireóide

Fique de olho nessa lista, pois você pode estar com hipotiroidismo subclínico (apesar dos exames estarem ok, alguns sinais são importantíssimos para avaliar o bom funcionamento da tireoide). Veja se você apresenta vários desses sintomas e não somente um:

cançaso excessivo - fadiga crônica
frio - pés e mãos frias ou frio excessivo
edema - inchaço
excesso de peso
pele seca
unhas quebradiças
queda de cabelo
constipação (prisão de ventre)
câimbras
problemas de memória
depressão


Vamos aos alimentos que prejudicam ou melhoram a tireóide:


Inclua no cardápio:


Algas marinhas - spirulina, agar agar, clorela são algas imporantes para o metabolismo da tireóide.
Água mineral - a água mineral não é clorada e por isso contém mais vitaminas e minerais. abaixo explico melhor.
Castanha do pará - contém selênio que turbinam sua tireóide, 2 unidades por dia já são suficientes. 
Quinua ou Amaranto - contém inúmeras vitaminas e minerais para a saúde da glândula, como zinco e ômega 3. Incluir no cardápio é certeza de bons resultados. 
Óleo de peixe - rico em ômega 3 é excelente e necessário para a função da tireóide.


Evite:


Água clorada - a nossa água é tratada com o cloro. O cloro compete com o iodo e acabamos consumindo excesso de cloro e falta de iodo, prejudicando o bom funcionamento da glândula. Não tome água clorada.
Sucralose - o sucralose é um adoçante que tem cloro na composição e também capta iodo.
Suco verde - o suco verde é maravilhoso (aquele que você faz com couve e toma para desintoxicar), no entanto, para quem tem problemas na tireóide, o suco verde pode atrapalhar. Não se deve tomá-lo todos os dias, pois vegetais crucíferos (couve, couve-de-bruxelas, brócolis, repolho) atrapalham o bom funcionamento da tireóide. Evite somente o excesso. Não precisa (nem deve) cortar da alimentação, o que não pode acontecer é o consumo diário. Isso acontece com vegetais crucíferos em sua forma crua. Na sua forma cozida, o glicosinolato perde a sua toxicidade para a tireóide, por assim dizer.
Soja - alimentos à base de soja impedem o bom funcionamento da glândula. Fique atento e não consuma leite de soja todos os dias e leia atentamente o rótulo dos alimentos, pois infelizmente, hoje em dia, tudo tem soja.
Glúten - pesquisas têm demonstrado que o glúten também atrapalha esse bom funcionamento da glândula. O glúten é uma proteína presente no trigo, aveia, cevada, malte e centeio.
Toxinas - as toxinas deixam a tireóide mais lenta. É necessário fazer exame laboratorial para ver como está o nível de mercúrio no sangue.
Estresse - excesso de cortisol pode atrapalhar também. Avalie seu nível de estresse pois é perigoso tratar a tireóide sem tratar o estresse. Existem alimentos que combatem esse cortisol elevado e para isso procure um nutricionista, pois é um tratamento sério.

Associado aos sinais e sintomas que listei no início existem exames laboratóriais específicos para verificar o bom funcionamento da tireoide.

2 comentários:

  1. Muito legal esta matéria Glaucia, mais uma vez vc nos ajuda com uma informação tão importante, pois eu trato de hipotiroidismo há muitos anos, tomo remédio para controlar, e mesmo assim estou sempre com algum problema. Mais uma vez valeu pela dica... obrigada!!!!

    ResponderExcluir
  2. Pois é o meu problema também é o mesmo e agora estou sabendo que pode ser pela alimentação que não melhora.Pois eu uso sucralose, água clorada,suco verde todos os dias, só não uso a soja pq já tinha ouvido falar que não era muito bom.Também adorei a matéria.
    Abraços e obrigada.

    ResponderExcluir