quarta-feira, 23 de março de 2011

PARA OS ALÉRGICOS- LEITE DE OVELHA!

 
O Leite de Ovelha é tanto nutritivo quanto delicioso. Possui uma coloração
branca intensa e homogênea. Seu sabor é levemente adocicado e suave,  com aroma
próprio.
Contém glóbulos pequenos de gordura, conferindo uma cremosidade única ao
leite e seus derivados.
O Leite de Ovelha da Casa da Ovelha é Leite tipo A.
  Na composição do Leite de Ovelha estão presentes nutrientes que conferem
características de destaque do ponto de vista Nutricional. São eles:
 
1.    Proteínas:
  O teor de proteína no Leite de Ovelha é muito superior em relação a outros
tipos de leites, tais como: humano, vaca, búfalo e cabra. Além disso, as proteínas do
leite são consideradas proteínas de alto valor biológico (P.A.V.B.), ou  seja, possuem
aminoácidos essenciais e devem ser fornecidas através da nossa  alimentação. As
formas protéicas encontradas no soro de leite são facilmente digestíveis, e o Leite de
Ovelha é mais rico nestas proteínas que o leite de vaca ou de cabra, tornando-o de mais
fácil digestão.
2. Gorduras:
 
          O Leite de Ovelha contém quantidades maiores em relação ao leite de vaca e de
cabra. No entanto, os glóbulos de gordura do Leite de Ovelha são menores,
proporcionando uma maior digestibilidade. Vale ressaltar que as gorduras são
responsáveis pelo fornecimento de energia, e que nelas estão presentes as vitaminas
lipossolúveis (A, D, E, K). Além disso, o Leite de Ovelha contém maior proporção de
ácidos graxos saturados de cadeia curta e média, melhorando a absorção da lactose e
diminuindo os efeitos maléficos da intolerância. Outro fato importante é que o Leite de
Ovelha não contém tantos ácidos graxos saturados quanto os outros leites,  quase a
metade dos ácidos graxos são mono e poliinsaturados, conhecidamente com um efeito
favorável sobre as paredes das artérias.
 
3. Minerais:
O Leite de Ovelha contém 75% a mais de cálcio se comparado ao leite de vaca.
O Cálcio é eficiente em tratamentos e na prevenção de osteoporose. É
considerado um nutriente construtor dos ossos, reduzindo o risco de perdas ósseas e
fraturas. Sabe-se também que o cálcio lácteo é muito mais facilmente absorvido que o
carbonato de cálcio (dolomita, ostras). Na densidade óssea, que se dá nas crianças e na
adolescência, o cálcio disponibilizado pelo leite de ovelha é de vital importância. Por ddd  Capril Virtual  jjj
www.caprilvirtual.com.br
isto, para crianças e adolescentes, que se encontram em plena formação óssea, é muito
importante beber este tipo de leite e comer seus derivados.
Outros minerais importantes para o metabolismo humano também são
encontrados em maior quantidade no Leite de Ovelha, tais como: potássio, manganês,
sódio, cobre, zinco e fósforo.
O Zinco é necessário ao funcionamento de mais de 100 enzimas. Atua também
na desintoxicação, no metabolismo dos carboidratos e na síntese de proteínas, além de
ativar o sistema imunológico e auxiliar na manutenção da pele saudável.
O Manganês atua nos processos de metabolismo de nutrientes em especial a
gordura.
O Potássio possui efeito antifadiga. Atua prevenindo nosso corpo de câimbras
e regulando a pressão arterial.
O Cobre aumenta a imunidade do organismo.
O Fósforo age em sinergia com o cálcio e melhora a  digestibilidade dos
produtos oriundos do leite de ovelha.
4. Vitaminas:
 
As vitaminas têm um papel fundamental na nutrição humana. O Leite de
Ovelha contém várias destas substâncias essenciais, que são: Vitamina A, Vitamina
B1, B2, B12, Biotina e Vitamina C. Entre estas, destacam-se ainda a Vitamina C com
um teor de 150% a mais e a Biotina com um teor de 160% a mais em relação ao
leite de vaca (de acordo com literatura reconhecida cientificamente).
A Vitamina C exerce efeito benéfico sobre a resistência a fadiga, especialmente
durante o esforço muscular intenso e de breve duração. A Vitamina C  também
aumenta a absorção de ferro, que em deficiência pode levar a dificuldades de
concentração. Esta vitamina promove a saúde das células, vasos sangüíneos, ossos e
tecidos. Também é necessária à fabricação de adrenalina e é essencial ao sistema
imunológico. Quantidades específicas podem reduzir a gravidade das infecções
respiratórias, combatendo e prevenindo resfriados. A vitamina C ou ácido ascórbico é
um excelente antioxidante,  protegendo contra os danos produzidos pelos radicais
livres (Ex.: envelhecimento precoce). Esta vitamina é necessária para ter células,
tecido conjuntivo, gengivas, ossos e dentes sadios e boa cicatrização. Como a vitamina
C não é armazenada pelo organismo, esta deve ser acrescentada regularmente na nossa
dieta.
A Biotina participa do metabolismo de ácidos graxos e glicogênio,  e ainda
auxilia na conversão das proteínas dos alimentos, proporcionando um saudável
crescimento.
Alérgicos ao leite de vaca e cabra
Muitas pessoas podem sofrer com a intolerância a certos nutrientes do leite,
ocasionando "alergias". O Leite de Ovelha por sua composição é o ideal, serve para
todos, inclusive os alérgicos.
Tais alergias causam uma gama de problemas geralmente não identificados,
recomendando-se a abstinência de leite e produtos lácteos. No caso do Leite de Ovelha
e seus derivados, isto não é necessário, apenas o leite e derivados de vaca e/ou cabra.
Importante: quando todos os produtos de leite são retirados da dieta ocorre uma
deficiência de cálcio, podendo trazer inúmeros problemas a saúde do consumidor. ddd  Capril Virtual  jjj
www.caprilvirtual.com.br
Asma, eczemas e problemas de pele
O Conselho de Pesquisa sobre Asma e a Sociedade Nacional de Eczemas,
recomendam a mudança para o leite de cabra e ovelha, no tratamento destas
enfermidades e de problemas correlatos.
A Lactose
Mesmo as pessoas que tem forte intolerância à lactose, poderão consumir
iogurte de leite de ovelha, já que parte da lactose será transformada em acido láctico
pela fermentação dos lactobacilos.
Também há evidência, que a lactose no leite de ovelha é mais tolerada do que a lactose
dos outros leites em função dos ácidos graxos como mencionado acima.
Lembre-se: qualquer infecção pode ser controlada pelo uso de antibióticos, e
que por melhor que este seja, afeta a flora intestinal reduzindo as  bactérias úteis ao
organismo.
O iogurte, especialmente aquele que contém, além das bactérias  tradicionais
(Lactobacillus bulgaricus e Streptococcus thermóphilus) o Lactobacillus acidophilus
ajuda no revestimento da flora intestinal, contribuindo para prevenir doenças futuras.
Por estas características, o governo britânico, decretou que o leite de ovelha
seja regulamentado como "comida" e não como ''leite".
Entretanto, espera-se que agora os médicos e os pesquisadores, comecem a
olhar para o leite de ovelha de forma mais séria como evidência da sua capacidade de
ajudar um grande número de pessoas a levar uma vida melhor.
Fonte1: The British Sheep – Dairying Association - www.sheepdairyiring.com
Fonte2: Trattato di Tecnologia Casearia. Ottavio Salvadori del Prato. Edagricole 1998
Artigo publicado no site www.caprilvirtual.com.br em 20 de dezembro de 2006.