BULLYING

http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI187788-15326,00.html
Quem tem filho com alergia alimentar precisa estar atento não só ao que ele come, mas também ao impacto que a doença causa no relacionamento com outras crianças. Uma pesquisa divulgada nos Anais de Alergia, Asma e Imunologia dos EUA mostrou que até 35% das crianças com mais de 5 anos já sofreram bullying (algum tipo de violência física ou psicológica, intencional e repetida) por causa das refeições diferentes das dos colegas. O que fazer? Veja com a escola se o lanche servido para o seu filho pode ser o mais parecido possível com o dos demais alunos. Se ele leva lancheira, tente encontrar produtos específicos que se assemelham aos lanches comuns, como bisnaguinhas. Quando os amigos dele foram na sua casa, faça a refeição igual para todo mundo. Quando for a vez dele passar um dia fora, combine com outros pais que cada um vai levar um prato, assim seu filho pode “escolher” o seu. O problema são os aniversários. O melhor é que ele se alimente antes de ir – e entenda o que pode ou não comer na festa. 

Fonte: Camila Podeti, nutricionista da nutrimaterno (SP)