sábado, 3 de maio de 2014

35 sinais de contaminação por glúten!

sábado, 3 de maio de 2014

35 sinais de contaminação por glúten - o que sente um celíaco?

Nadia (blog Barcelona sin gluten)

Tradução: Google / Adaptação: Raquel Benati

Eu acho que é uma das perguntas mais freqüentes que costumamos fazer, tanto por pessoas simplesmente curiosas ou por aqueles que suspeitam que eles também podem ser celíacos: como é o envenenamento por glúten? O que você sente quando come algo com glúten?
A verdade é que não há dois celíacos iguais, por isso não há duas  formas iguais de intoxicação. A mesma pessoa pode sentir diferente a cada vez que se contamina, às vezes é mais suave ou pode ficar semanas arrastando um desconforto residual ... mas em linhas gerais eu vou listar aqui os pontos que são praticamente comuns às manifestações que ocorrem no envenenamento por glúten. Tenha em conta que experimentar algum destes sintomas não significa necessariamente que você seja celíaco, pois o glúten é tóxico em si mesmo e em todas as pessoas saudáveis ​​ele tem algum efeito tóxico, mesmo que imperceptível. Espero que este post abra os olhos doscelíacos assintomáticos, pois estou convencida de que nenhum seja realmente  e que todos nós temos um marcador que se pode prestar atenção.
Então, aqui está a minha lista. 
  1. Fadiga extrema. Parece que você acabou de sair da esteira após 40 min dando o seu máximo. Cansaço nas pernas, braços ... só quer deitar e não se mover mais.
  2. Dor articular. Muitos celíacos sentem dor ao mover as articulações; algo tão simples como abrir a tampa de um iogurte torna-se muito doloroso para alguns de nós. Tanto pode ser dor nas articulações "grandes" (quadris, ombro) ou nas menores, tal como os dedos. Pode piorar ou aparecer a síndrome do túnel do carpo.
  3. Inchaço. Tanto intestinal como de todo o corpo:  incham os pés, as mãos ... de repente parece que sua calça vai explodir!
  4. Não elimina líquidos. Posso intoxicar-me ao meio-dia e não urinar uma gota até o dia seguinte, mas eu sei que alguns celíacos permanecem assim por vários dias.
  5. Dor abdominal. Tanto estomacal quanto do intestino. Há uma grande variedade de sensações: bolhas de água ruidosas no estômago, a dor como de soluços, mas permanente e não pulsátil, dor intestinal (cólicas, cólicas ...), dor no flanco, dor no baixo ventre como cólica menstrual. No meu caso, eu costumo passar por todos eles quase 20 minutos depois de me ter contaminado e vai até cerca de 24 horas mais tarde.
  6. Sede extrema. Esta geralmente aparece no dia seguinte, no meu caso - é como se o corpo começasse a reagir. Coincide com o momento em que eu começo a urinar novamente.
  7. Cérebro enevoado. "Que horas são? desculpe-me, eu já perguntei que hora são? me desculpe novamente, você pode repetir sua resposta? ". É como se você quisesse pensar, mas não consegue, como aquela sensação quando você quer terminar de assistir o episódio de sua série favorita, mas é tarde, você morre de sono e sua mente vai e vem ... Porém isso é o dia todo. Você se sente estúpido, e a verdade é que, para aqueles que não sabem o que há de errado com você hoje, é assim que parece.
  8. Gases. Horríveis, dolorosos, você sente eles se movendo. Às vezes, parece ser na lateral, quase na parte de trás ... é "maravilhoso" se você tem um compromisso com a família ou tem que ir para o trabalho.
  9. Irritabilidade, emotividade excessiva, vulnerabilidade, depressão.Incrível como você começa a nublar a mente quando você está contaminado. De repente, tudo está errado em sua vida, nada tem solução, tudo é uma bagunça. Tudo o que te dizem faz você se sentir mal e você só quer se trancar e ficar sozinho. Já li que uma das razões para isso é que a alteração intestinal produzida pela contaminação/intoxicação anula a produção de endofirnas. Ou seja, não é que  você se sinta mal (emocionalmente falando) por comer glúten, mas realmente há mudanças químicas no seu cérebro quando você come glúten, que fazem você se comportar diferente. De fato, não seguir a dieta ou se intoxicar de forma contínua pode levar a maiores problemas por deficiência de vitaminas do complexo B e pela mencionada alteração intestinal: a falta de libido, distúrbios de atenção, incapacidade de concentração, ansiedade, depressão e até mesmo demência e esquizofrenia. É uma razão forte para que os celíacos que dizem "eu não tenho sintomas, mesmo que coma um pouquinho de glúten " passem a se cuidar como todos os celíacos sintomáticos.
  10. Sintomas de gripe. Vai se sentir exatamente como se você tivesse uma febre alta, só que com temperatura normal. Dor óssea, dor na pele, coceira nos olhos, sensação de frio ...
  11. A perda de temperatura. Sarcasticamente para menos, sim ... você sente como se tivesse realmente febre, mas perde temperatura. Eu tenho experimentado discretas baixas  - o meu recorde pessoal é de 35,8°. Se isso acontece, você deve controlar sua temperatura de perto. As crianças devem manter os 36° e adultos não devem ir abaixo de 35,4°; se você descer a essas marcas ou não conseguir recuperá-las, procure o pronto socorro. 
  12. Problemas de pele. Eczema, rosácea, prurido, desidratação ... o principal para muitos celíacos é a dermatite herpetiforme. No meu caso, a minha pele desidrata de tal maneira que meus braços e pernas descascam no dia seguinte, como escamas.  Uma coisa curiosa que eu experimentei desde que deixei de comer glúten é precisamente o estado da minha pele. Antes de saber que era celíaca a descamação era meu estado normal desde muito jovem, eu tinha que usar um bom creme todos os dias ... até o ano passado, antes do diagnóstico, quando fiquei realmente doente, tinha que passar creme nutritivo ou óleo 3 vezes por dia para tentar controlá-la. Desde que comecei a seguir uma dieta sem glúten eu só uso creme duas vezes por semana ... eu acho que é muito ilustrativo dos danos que o glúten nos causa.
    dermatite herpetiforme
    dermatite herpetiforme
  13. Náusea . Muitos celíacos têm episódios de vômitos após a ingestão de glúten ou simplesmente um estado de náusea permanente, mas sem vômitos. Bom, não é o que eu tenho.
  14. Diarréia. Como passar de sólido para ultralíquido em menos de 10 segundos?Pergunte ao celíaco mais próximo! Bem, não quero ser escatológica, mas arde ... é ácido puro.
  15. Episódios de epilepsia. A Literatura  confirma a existênica de casos de pessoas com epilepsia e que param de ter episódios após a eliminação do glúten. Eu não vou entrar no mérito se são todos celíacos, se a epilepsia convive com a doença celíaca,  se é um dos seus sintomas ou uma provoca a outra, mas o fato é que para um celíaco com esse transtorno, a contaminação/intoxicação pode significar ter um ataque.
  16. Dor no peito. Uma sensação de perfurar o peito.
  17. Síndrome das pernas inquietas . Eu sofro desta síndrome, que é geralmente associada a outras doenças como fibromialgia ou síndrome da fadiga crônica, e a verdade é que quase desapareceu quando tirei o glúten. É um dos sintomas menos frequentes quando me contamino, mas voltou em algumas ocasiões.
  18. Zumbido nos ouvidos. Um ruido contínuo nos ouvidos (zumbido) que não seja devido a uma infecção ou trauma (um golpe por exemplo) pode ser devido a uma neuropatia causada por deficiência de vitamina B12 ... um déficit característico da doença celíaca e pode ser causada por contaminações repetidas ou por apenas uma importante. Ela pode durar dias ou semanas após o episódio.
  19. Tontura. Dificuldade de andar em linha reta, tonturas, sensação de não sentir o solo ao pisar no chão...
  20. Palpitações, taquicardia. Felizmente, eu não tenho esse sintoma.
  21. Sudorese. Frequentemente acompanhada de pressão baixa.
  22. Danos à boca. Gengivas inflamadas, aftas, surtos de herpes.
  23. O ganho de peso. Associado com a retenção de líquidos e inchaço em geral. Tenho visto aumentos de até 4 kg de peso em um dia.
  24. Agravamento de patologias associadas. Artrite, lúpus, fibromialgia, fadiga crônica, intolerâncias alimentares ...
  25. Asma. No meu caso eu não tenho asma "normal" ou asma alérgica. Na verdade, a primeira vez que tive uma crise foi aos 26 anos. Só aparece quando me intoxico com glúten.
  26. Dormência (pés, mãos, áreas dispersas do corpo e até mesmo o rosto.) Isso acontece comigo quase todas as vezes.
  27. Ansiedade para comer Junk food / mais glúten. Uma falsa sensação de fome junto com o desconforto estomacal. Parece que o estômago está machucado de tal maneira que quando está vazio doi e incomoda, de forma que você precisa passar o dia "beliscando" para acalmá-lo... só que depois de comer, ele volta a doer. Além disso, você só quer comer o que te conforta:bolo, massas...é como se o mal chamasse o mau. É incrível como o glúten mexe com nossa percepção do que precisamos comer.
  28. Sentimento de Síndrome Pré-Menstrual. Provavelmente outra maneira de descrever um coquetel especial do que foi dito acima: a sensação de gripe, retenção de líquidos, aumento de peso, fadiga, tristeza, fome ...
  29. Sinusite, rinite, asma.
  30. Enxaqueca.
  31. Refluxo gastroesofágico . Muito desagradável para aqueles que sofrem, felizmente não é o meu caso também.
  32. Prisão de ventre. Eu posso parecer insensível, mas invejo os celíacos que tem prisão de ventre. Pelo menos você pode sair sem medo de ter um acidente.
  33. Olhos secos, prurido, lacrimejantes.
  34. Dor nas costas, ciática. Isso é curioso - aparentemente ocorre porque o duodeno (aquele que sofre quando você come glúten) está conectado e fixado ao diafragma e à coluna vertebral por um músculo suspensivo: o ligamento de Treitz. A inflamação do duodeno afeta esse ligamento e provoca uma dor que irradia, sente puxar, etc. ao ponto de ser capaz de senti-lo nas costas.
  35. Sacroileíte: é uma inflamação da articulação sacro-ilíaca, alguns estudos sugerem que até 60% dos celíacos são afetados. Esta condição é controlada com uma dieta sem glúten, mas a dor e a inflamação aparecem cada vez que nós cometemos uma transgressão.
http://dietasemgluten.blogspot.com.br/2014/05/35-sinais-de-contaminacao-por-gluten-o.html