terça-feira, 17 de maio de 2011

DIA DO CELÍACO -15 DE MAIO


Dia internacional do Celíaco

Com o intuito de divulgar essa doença que pode ser tão debilitante para a maioria das pessoas, foi criada a data internacional para divulgar e discutir a doença celíaca, bem como alertar as pessoas de sua existência.


Acredito que muitas pessoas se perguntam o que significa o "Contém Glúten" ou "Não Contém Glúten" nos rótulos dos alimentos industrializados, e isso acarreta de uma lei e empenho das Associações de Celíacos do Brasil para que em 2003 fosse instituída a lei Brasileira que obriga sua colocação nos rótulos.
Não foi tão simples, empresas quiseram vetar ou adiar sua validade, e hoje ela é praticada, às vezes ainda precariamente.

Vamos chamar a atenção para o assunto hoje, haverá caminhadas em vários lugares do Brasil, e houve outras ações em alguns estados. O Blog Converse com a Nutricionista fala mais um pouquinho da data e das comemorações no Brasil.

Sistema Imunológico
Estava lendo agora pela manhã um estudo sobre como o desenvolvimento infantil influencia em nossa expressão genética do sistema imunológico, além das características de nossa vida social influenciando em como ele se prepara para defender nosso organismo.





Tudo isso foi possível através do estudo de Steve Cole, PhD. (foto ao lado) que é psicólogo e biólogo molecular. Ele estuda principalmente a ativação genética, e diz estar estudando a psicologia das células.

O que me chamou a atenção, é que o isolamento social, dificuldades financeiras, estresse e a depressão têm correlação com ativação imunológica para "problemas". Essa ativação está principalmente ligada para detecção e ataque de partículas inflamatórias, o que em nosso caso (celíacos) está ligada a presença de glúten no organismo!

Isso também me chamou a atenção para outras características, quem aí é celíaco pode confirmar para mim que parece pegar mais resfriado que a maioria das pessoas? É que como diz no artigo (em inglês), o nosso sistema imunológico só consegue combater um tipo de ameaça de cada vez, se ataca uma bactéria, é demora para mudar seu ataque e direcionar a um vírus.

Como a doença celíaca é uma doença auto-imune e com os riscos de contaminação cruzada do glúten a todo momento, nosso corpo, preocupado em atacar o glúten (e nos causar desconforto) acaba deixando passar vírus que são uma preocupação 'menor'.

Então, o que pode contribuir para a nossa vida de celíacos, de acordo com o estudo em questão, é termos mais interações sociais, que preparam nosso sistema imunológico para doenças contagiosas (vírus) e menos para infecções (bactérias, e também o glúten).

Retirado do blog sem glúten.