Dúvidas sobre os exames sorológicos de sangue?

sábado, 11 de abril de 2015


CELÍACO: Os exames de sangue podem realmente mostrar se você está seguindo corretamente a dieta sem glúten?

About.com  - Jane Anderson - abril 2015

Tradução: Google / Adaptação: Raquel Benati



Pergunta: Celíac@: Os exames de sangue podem realmente mostrar se você está seguindo corretamente a dieta sem glúten? O seu médico provavelmente usou exames de sangue* como parte de seu conjunto de testes para diagnóstico da doença celíaca. Mas será que esses mesmos exames de sangue mostram o quão bem você está seguindo a dieta livre de glúten?

*(sorologia: antitransglutaminase IgA / antiendomísio IgA)

Resposta: Talvez, mas provavelmente apenas nos casos em que você está, na verdade, ainda consumindo grande quantidade de glúten em sua dieta. 

Sim, exames de sangue podem identificar as pessoas que regularmente furam a dieta sem glúten. Mas é improvável que mostrem quando você ainda está se contaminando com traços de glúten. Vários estudos médicos indicam que as pessoas que têm lapsos ocasionais da dieta sem glúten - mesmo lapsos que levem a sintomas desconfortáveis ​​-  provavelmente ainda vão apresentar resultados de exames de sangue negativos. 

Por exemplo, em um estudo concebido para determinar um limiar "seguro" para a exposição a traços de glúten, 26 pessoas com doença celíaca confirmada receberam 10 mg (miligramas) ou 50 mg de glúten por dia, durante 90 dias. Algumas das pessoas apresentaram sintomas, mas nenhum teve resultados positivos nos exames de sangue após este desafio de glúten, levando os pesquisadores a concluir que os exames de sangue não são sensíveis o suficiente para detectar estes traços de glúten de contaminação cruzada. Outro estudo utilizou doses muito mais elevadas de glúten por dia: até 5 gramas (ou cerca de um quarto de uma fatia de pão à base de glúten). Nesse estudo, que incluiu 21 pessoas com doença celíaca que consumiram glúten por cerca de três meses, dois terços dos sujeitos apresentaram dano intestinal, mas apenas nove celíacos tiveram exames de sangue positivos. No entanto, 15 das 21 pessoas no estudo relataram leves a moderados sintomas gastrointestinais durante o estudo. Finalmente, um terceiro estudo incluiu oito pessoas com doença celíaca que consumiram até 10 gramas de glúten por dia (ou meia fatia de pão à base de glúten) durante três semanas. Nenhum celíaco mostrou qualquer alteração em seus resultados de testes de sangue, apesar de seis dos oito terem apresentado diarreia por 15 dias.


Exames de sangue não vão dizer se seu intestino está curado

Outros estudos mostram que os resultados negativos dos exames de sangue não significam necessariamente que as suas vilosidades intestinais estejam recuperadas. Por exemplo, em um estudo realizado na Irlanda do Norte, os pesquisadores utilizaram o exame de sangue antiendomisio IgA (EMA-IgA) - considerado o exame mais específico para identificar a atrofia das vilosidades que caracteriza a doença celíaca - para monitorar pacientes. Das 53 pessoas que inicialmente tinham um teste EMA-IgA positivo, 87% tiveram resultados EMA-IgA negativos, um ano após a dieta livre de glúten. No entanto, 32 dessas pessoas ainda apresentava alguma grau de atrofia das vilosidades após seu primeiro ano na dieta.

Então, por que refazer os testes periodicamente?

Exames de sangue de repetição podem indicar quando uma pessoa está praticamente ignorando a dieta livre de glúten, o que pode ajudar os médicos a identificarem pessoas que possam precisar de uma ajudinha extra (ou incentivo). No estudo da Irlanda do Norte, quatro das cinco pessoas que ainda apresentavam EMA-IgA positivo após um ano de diagnóstico, tinham "baixo nível de cumprimento da dieta." Além disso, repetir exames de sangue pode ajudar a monitorar seu progresso na dieta no primeiro ano ou mais após o diagnóstico; os resultados dos teste de sangue devem ser constantemente inferiores ao que foi encontrado na ocasião do diagnóstico, mesmo que eles não alcancem um  número negativo imediatamente. 

Mas se você estiver seguindo uma dieta rigorosa durante anos, os testes de sangue provavelmente não vão lhe dar qualquer informação adicional sobre a forma como você está fazendo (as contaminações eventuais por glúten não serão detectadas). Se você estiver preocupado (ou se você continua a ter sintomas), deve procurar seu médico e seu nutricionista que são especialistas na identificação e resolução de problemas de uma dieta livre de glúten .


Fontes:

Catassi C. et al. Um duplo-cego, prospectivo, controlado por placebo para estabelecer um limiar glúten seguro para os pacientes com doença celíaca . American Journal of Clinical Nutrition. 2007 Jan; 85 (1): 160-6.

Dickey W. et al. Desaparecimento de anticorpos endomisiais em doença celíaca tratado não indica recuperação histológica . American Journal of Gastroenterology. 2000 Mar; 95 (3): 712-4.

Lähdeaho M. et al. Pequenas alterações na mucosa intestinal e respostas de anticorpos após a dose baixa e moderada desafio glúten na doença celíaca . BMC Gastroenterology. 2011 24 de novembro; 11: 129. doi: 10,1186 / 1471-230X-11-129.

Pyle G. et al. baixa dose desafio glúten na doença celíaca: respostas de má absorção e de anticorpos . Gastroenterologia Clínica e Hepatologia. Julho 2005; 3 (7): 679-86.

Zanchi C. et al. ensaio anti-transglutaminase rápida e entrevista paciente para controlar o cumprimento da dieta na doença celíaca . Scandinavian Journal of Gastroenterology. 2013 Apr 5. 

Texto original:

http://dietasemgluten.blogspot.com.br/2015/04/celiaco-os-exames-de-sangue-podem.html