O glúten destrói a saúde da tireoide





Como o glúten destrói a saúde da tireoide

O trigo da época dos nossos ancestrais não se compara em nada ao trigo de hoje.

por DR. EDWARD GROUP | INFOWARS.COM | 22 DE JULHO DE 2014

Já desabafei sobre o meu desprezo por glúten em artigos anteriores, citando vários estudos que relatam os seus efeitos negativos sobre o cérebro e saúde digestiva. O glúten é uma proteína muito dura encontrada no trigo, cevada, centeio e outros produtos, e a maioria das pessoas hoje são sensíveis - se não completamente intolerantes - à sua estrutura. Um tema frequentemente esquecido é a relação entre o consumo de glúten e doenças da tireoide. Embora a conexão entre nutrição e saúde da tireoide seja circulado na literatura médica e da nutrição durante anos, apenas agora que nós estamos vendo uma crescente quantidade de opiniões negativas sendo colocadas sobre os efeitos do glúten sobre a saúde da tireoide.

O real problema do glúten

O glúten contém gliadina, uma proteína que é estranha ao corpo humano. Esse desconhecimento leva à resposta do sistema imunológico (contra-ataque), ação esta que é amplificada em indivíduos com doença celíaca (alergia ao glúten). Muitas pessoas hoje em dia são sensíveis ou intolerantes ao glúten, e esta resposta do sistema imunológico não cabe apenas àqueles que possuem doença celíaca. Dependendo da intensidade da resposta imunitária, um indivíduo pode observar um pequeno efeito; para os indivíduos intolerantes, os sintomas mais profundos podem apresentar-se imediatamente.

Através dos anos, o trigo tem sido extensivamente cultivado e o glúten tornou-se muito mais difícil de digerir. O trigo dos nossos antepassados não se assemelham em nada do que é hoje, como evidenciado pelos casos crescentes de doença celíaca nos últimos 50 anos. Indivíduos meramente sensíveis ao glúten podem experimentar sintomas que parecem não se relacionar com o consumo de trigo. Estes sintomas incluem desequilíbrio hormonal, problemas de pele, confusão mental (delírio), fadiga, depressão, artrite e enxaqueca. Muitos destes irritantes sintomas continuam a prevalecer na vida de muitas pessoas hoje, simplesmente porque é difícil de conectar esses sintomas a comer produtos que contenham glúten.

Glúten e saúde da tireoide: Qual a conexão?

Para o corpo, a gliadina é muito parecido com a transglutaminase, uma enzima necessária para formar ligações químicas em todo o corpo humano. [ 1 ] Embora esteja presente em muitos órgãos, a tireoide possui uma concentração mais elevada desta enzima. Quando o sistema imunológico ataca a gliadina, os anticorpos também atacam a tireoide. [ 2 ] Como a resposta imunitária continua, a tireoide sofre danos por até 6 meses após o consumo de glúten.

Não só a saúde digestiva sofre quando as pessoas com doença celíaca ou intolerância/sensibilidade fazem consumo prolongado do glúten, mas a saúde da tireoide também degrada drasticamente. Uma tireoide inativa ou subprodutiva pode interferir com a síntese de hormônios e para o metabolismo, e que também pode afetar o peso e a energia.

Doenças da tireoide e intolerância ao glúten

Os investigadores determinaram aqueles que possuem doenças auto-imunes da tireoide (DAT), especialmente a doença de Hashimoto (hipotireoidismo) ou a doença de Graves (hipertireoidismo), devem ser regularmente examinados para identificação da doença celíaca e intolerância ao glúten. [ 3 ] [ 4 ] Um ponto importante da investigação foi examinar os casos de intolerância ao glúten em pacientes com DAT. Muitos pacientes com DAT mostraram uma resposta imunitária ao glúten, o que indica a necessidade da introdução de novas abordagens nutricionais para indivíduos com doenças auto-imunes crônicas e debilitantes.

O glúten só afeta a tireoide?

Quando o glúten estimula uma resposta imunitária, outras áreas do corpo também podem ser afetadas, tais como o cérebro. A pesquisa também descobriu que pacientes com DAT sofrem ataques do sistema imunológico sobre o sistema endócrino, o principal sistema responsável pelo controle dos hormônios. [ 5 ] Em pacientes com doença celíaca, o glúten é conhecido por ser o principal gatilho para distúrbios endócrinos. [ 6 ]

O glúten e o desequilíbrio hormonal: O elo invisível por trás da preocupação com a saúde

Qualquer produto químico, seja natural ou sintético, interfere com a função da tireoide e do sistema endócrino, e cria um desequilíbrio no interior de todo o corpo humano. Isso porque esses órgãos controlam a produção de hormônios, e o mal-funcionamento dos hormônios pode interferir no metabolismo, na fertilidade, e no humor. E até mesmo a saúde cardiovascular está relacionada com uma adequada função hormonal, tornando-se crucial o emprego de várias estratégias para beneficiar a saúde em comum (como evitar o glúten), para manter os hormônios em dia. Sendo assim, o glúten pode estar contribuindo para muitos dos nossos problemas de saúde mais comuns de uma forma muito mais significativa do que anteriormente era considerado.

Consideração final

Se você tem algum distúrbio auto-imune da tireoide, é taxativo que você deva evitar completamente o glúten. Para aqueles que sofrem de alguma sensibilidade ao glúten, evitar o glúten pode ser a melhor opção para proteger a sua tireoide e saúde em geral. Muitas pessoas que optaram por um estilo de vida sem glúten seja por necessidade ou por escolha, atribuem melhorias incríveis e até mesmo dramáticas em sua saúde. A melhor resposta para todos nós pode ser um estilo de vida livre de glúten, especialmente se estamos buscando equilibrar os níveis hormonais. Em vez do trigo, escolha grãos inteiros sem glúten, como a quinoa, o trigo sarraceno (mourisco), e o painço (milhete ou milho-miúdo).

Veja mais em:lhttps://translate.google.com/translate?sl=en&tl=pt&js=y&prev=_t&hl=pt-BR&ie=UTF-8&u=http%3A%2F%2Fwww.celiaccentral.org%2Fnon-celiac-gluten-sensitivity%2Fpart-4%2F&edit-text=&act=url