sexta-feira, 6 de julho de 2012

Macarrão Itokonnyaku ! Novidade!


SIIIIIIIIIM! Queridas Musiquetes, hoje um assunto de utilidade feminina ( sempre rs) extraordinário.
Voces conhecem o Itokonnyaku? Bom, depois que a bela chef inglesa ( que sou super fã) Nigella Lawson “secou” e dividiu com sua legião de seguidoras o segredo de sua dieta, o Itokonnyaku, todas quiseram saber mais sobre o milagroso macarraozinho. Eu adoro e comemos aqui em casa há tempos, já que meu filhinho de 3 anos ADORA macarrão e foi uma opção que funcionou bem para ele, que se adaptou imediatamente e hoje em dia, até dá preferência ao Itokonnyaku e ao Parafuso Integral.
Mas voltando ao assunto, o Itakonnyaku é um massa composta de 97% de água e 3% de glucomanann. Tem baixa caloria (obviamente), uma porção de 200g tem apenas 10 calorias! (Podem se jogar da cadeira rs) e como não contém glutén e carboidratos, auxilia no emagrecimento também pelo controle da saciedade. É rico em fibra solúvel, a glucomanann, que regulariza o metabolismo energético, auxilia o sistema imunológico na prevenção de diarréia, inflamações intestinais e câncer de cólon. Excelente, não é? Tudo isso, porque é digerida no intestino. E daí?
Simples minhas amigas, para digestão das fibras solúveis acontecem reações de fermentação e são produzidas altas concentrações de ácidos graxos de cadeia curta. E esses ácidos graxos de cadeia curta atuam como estimulantes para mobilidade do conteúdo fecal e agentes protetores da mucosa intestinal…
Agora falta a última informação relevante para que voces ( depois de ler o post inteiro e assistir meu último vídeo no youtube) saiam correndo atras do seu pacotinho de Itokonnyaku: é super barato!!!!! Um pacote de 200g custa R$ 4,50 e está a venda em qualquer supermercado e loja especializada em culinária japonesa.

Perca 3 kg em 15 dias com o macarrão milagroso

Febre nos Estados Unidos, o itokonnyaku também é sucesso por aqui. Mas muita gente nem imagina como incluir esse macarrãozinho japonês na dieta. Aqui, cardápio e receitas para você perder peso comendo "massa"!

Por Eliane Contreras
itokonnyakuFoto: Sheila Oliveira

O que se pode esperar de um alimento com o formato de miojo (massa instantânea que meio mundo adora) e que tem fama de emagrecer sem você passar fome? Sucesso total! A agitação em torno do itokonnyaku - um tipo de macarrãozinho asiático apelidado de "miojo milagroso" - começou assim que Nigella Lawson, chef e apresentadora de um programa de gastronomia no canal pago GNT, atribuiu sua silhueta esbelta ao alimento. A notícia provocou uma verdadeira corrida às lojas de produtos orientais, onde ele é vendido. Você mesma deve ter se empolgado e saído em busca de um pacotinho. Mas aí surgiram as dúvidas: como incluí-lo na dieta e a maneira correta de prepará-lo para proporcionar o efeito esperado na balança. É aqui que BOA FORMA entra sugerindo um cardápio com receitas fáceis à base do macarrãozinho. Elaborado pela nutricionista e personal diet Sonja Salles, da Nutri New, no Rio de Janeiro, ele vai ajudar você a enxugar até 3 quilos em apenas 15 dias. Transparente e com sabor neutro - sem gosto, mesmo -, o shirataki (outro nome como o itokonnyaku é conhecido no Brasil) também fez muita gente questionar seu poder de emagrecer. É claro que ele não faz milagre. Mas, sim,ele dá um bom empurrão na perda de peso, como provou nossa leitora e gerente de vendas Thaís Magri, que virou fã do "miojo milagroso" e está feliz com o resultado (leia quadro "8 kg a menos com o macarrãozinho"). Empolgada? Então vá em frente! Talvez você não tenha a sensação de estar saboreando um suculento espaguete al dente. Mas vai se sentir realizada de poder comer à vontade um alimento que lembra macarrão instantâneo e, ainda assim, comemorar alguns quilos a menos na balança!

Macarrão sem carboidrato

Por que o itokonnyaku ganhou a fama de milagroso? Especialmente por ter muito volume e poucas calorias - apenas 10 em uma porção de 200 gramas (quantidade suficiente para encher um prato). Ele tem outra vantagem para quem está na batalha para perder peso: não tem carboidrato. Extraído da raiz do konjac, tubérculo de origem japonesa, é um alimento composto apenas de água (97%) e glucomanan (3%) - um tipo de fibra solúvel que ao entrar em contato com a água, e durante o processo de digestão, dobra de tamanho ocupando um bom espaço no estômago. "É por isso que esse macarrãozinho satisfaz com facilidade, evitando que você exagere em alimentos mais calóricos", diz a nutricionista Ana Cristina Teixeira Santos, do Equilibra Centro de Nutrição, no Rio de Janeiro.


Mais que um alimento O itokonnyaku proporciona outro benefício: faz o intestino funcionar melhor, o que também favorece a perda de peso. Análises recentes mostram ainda que esse alimento pode ajudar a manter o coração saudável. "Isso porque a fibra glucomanan contribui para manter os níveis de colesterol e triglicerídeos equilibrados", completa a nutricionista Sonja Salles. Então aproveite: ele ajuda você a emagrecer e a ficar mais saudável.


Sozinho, não! O "miojo milagroso" é um alimento do bem, mas é pouco nutritivo. Por isso não deve ser o principal item do seu cardápio. Precisa ser combinado a outros alimentos magros, mas que ofereçam carboidratos ricos em fibras, gordura boa e proteína magra, além de vitaminas e minerais. "O objetivo de incluir o itokonnyaku na dieta é garantir uma refeição que sacie com poucas calorias, mas sem deixar que o organismo fique carente em nutrientes", diz Sonja. Evite também o excesso: "Por causa das fibras, esse alimento pode ter efeito laxativo e, com isso, prejudicar a absorção de vitaminas, especialmente as do tipo A, E e K", diz Ana Cristina. Caso você perceba esse efeito, vá devagar: consuma-o no máximo quatro vezes por semana - de preferência no jantar, quando a porção de carboidrato deve ser menor.


Parceiro de volume O macarrãozinho pode fazer parte de diferentes receitas sem comprometer o resultado final (lembra: ele tem sabor neutro). Familiar na culinária japonesa, é apenas aferventado por cinco minutos e servido com legumes e peixe cozido ou misturado na sopa. Você ainda pode prepará- lo como se fosse um macarrão tradicional, com molho ao sugo, à bolonhesa ou ao pesto. Ok, uma ou outra vez durante a dieta, você também pode colocar uma quantidade menor de massa de verdade no prato e completar com o "miojo milagroso" - essa combinação vai garantir um bom prato de massa, só que com poucas calorias!