Doença celíaca - não é necessário ter atrofia das vilosidades para o diagnóstico

4/12/2013
Dra Vikki Petersen

Tradução: Raquel Benati

Palavras do Criador da Escala MARSH (de Classificação da Biópsia intestinal) 



Imagine ser o "pai" da escala de biópsia intestinal e ter sua opinião ignorada. Seria um pouco frustrante, para não mencionar o coração, quando o trabalho de toda a sua vida foi dedicado a ajudar as pessoas com doença celíaca e sensibilidade ao glúten .

Uma recente entrevista com o Dr. Michael Marsh, o fundador da Escala Marsh de Classificação da biópsia intestinal, revelou que ele está em total desacordo com a norma utilizada por gastroenterologistas para determinar se um paciente deve ser diagnosticado com doença celíaca e começar uma dieta livre de glúten.

Em uma discussão fascinante liderada pelo Dr. Thom O'Bryan, no Evento "the Gluten eSummit", o Dr. Marsh revelou que ele criou o seu sistema de classificação em 1982 e, em 1992, falou formalmente em uma conferência internacional, tornando-se bastante claro que não ser feita recomendação de uma dieta sem glúten para um paciente com exame de sangue positivo, mas com uma biópsia negativa, é uma situação médica que envolve questões legais. O que significa que o médico que se recusa a recomendar uma dieta sem glúten pode ser responsabilizado pelo paciente se ele mais tarde desenvolver deficiências nutricionais graves, osteoporose ou o câncer, para citar alguns dos muitos cenários negativos possíveis.

Dr. Marsh afirmou que ele já havia conhecido indivíduos na faixa dos 20 anos que eram celíacos, mas não tinham iniciado uma dieta livre de glúten e já, em sua tenra idade, tinham desenvolvido câncer.

Ele passou a citar o trabalho de outros pesquisadores:
• Dr. Kaukinen da Finlândia, que encontrou anticorpos (reações do sistema imunológico) ao glúten num total de sete anos antes de atrofia das vilosidades.

• Dr. Ludvigsson, que descobriu aumento da mortalidade naqueles que mostram inflamação intestinal, apesar de nenhuma mudança no revestimento intestinal (uma taxa de mortalidade que excedeu as pessoas com dano intestinal).

Todos estes investigadores provaram o que tradicionalmente, gastroenterologistas atuais parecem não admitir e que é o fato da espera da destruição completa do revestimento no intestino delgado para um diagnóstico de doença celíaca ser perigoso e imprudente para o paciente.


Será que o seu médico pode ter se equivocado com uma
 Interpretação defeituosa do seus testes de sorologia e biopsia?



Já lhe disseram que você não tem que parar de comer glúten, embora o resultado do exame de sangue tenha dito o contrário, porque o resultado de sua biópsia era normal ou não estava em Marsh 3 (ou seja, total atrofia das vilosidades)? Se assim for, o que foi dito estava equivocado. E isso foi afirmado pelo próprio  fundador da Escala de Marsh!

Dr. Marsh sente que todas as fases encontradas em uma biópsia devem ser levadas a sério. E ele recomenda um outro tipo de biópsia, especialmente se você já fez alguma. Sua pesquisa é na área de biópsias retais que requerem pouco ou nenhum tempo de licença no seu trabalho ou pausa das atividades diárias.


30% da população deve fazer dieta sem glúten

Quando perguntado qual o percentual da população que é classidicado nas fases "de risco" de Marsh 1, 2 ou 3, o Dr. Marsh declarou um total de 30%! 

1% tem Marsh 3, atrofia completa das vilosidades, mas 29%, em sua opinião, tem  Marsh 1 ou 2 (o que significa atrofia parcial) e, portanto, onde é necessário  seguir uma dieta livre de glúten.

O médico também colocou forte ênfase em destacar que a doença celíaca e sensibilidade ao glúten não é domínio único do intestino delgado, mas na verdade também são grandes doenças intestinais. Isso foi ótimo ouvir de uma fonte tão estimada, pois muitas vezes eu sou reprovada quando falo que temos um excelente sucesso no tratamento da doença de Crohn ou colite por, em grande parte, remoção do glúten da dieta do paciente. Disseram que tal tratamento "não faz sentido quando o glúten não afeta o intestino grosso, mas apenas o intestino delgado". Não sendo uma "pesquisadora", tudo que eu pude fazer foi manter nossa forma de tratamento e confiar na experiência clínica dos médicos aqui no HealthNow, e vemos excelentes resultados. É bom ter o apoio do Dr. Michael Marsh nessa área. Ele deixou bem claro que o glúten afeta o sistema imunológico mesentérico e que é encontradao no intestino - delgado e grosso.


É bom para beber cerveja? Sim?

Será que dieta sem glúten significa não beber cerveja? Você está pensando "é claro"! Eu também, no entanto, o Dr. Marsh sempre permitiu que seus pacientes celíacos bebam cerveja Inglesa. Apesar de ser quente na temperatura, a cerveja Inglesa é diferente da cerveja norte-americana? Eu realmente não tenho idéia, mas o Dr. Marsh foi bastante inflexível sobre o fato de que ele nunca viu quaisquer reações negativas em seus pacientes celíacos que bebem cerveja. Por favor, não pergunte a minha opinião sobre isto ainda - Eu vou ter que fazer alguma ponderação!

O seu teste de sangue é confiável?

Por fim, o Dr. Marsh falou fortemente contra o exame de sangue antitransglutaminase - tTG - outro "padrão ouro" de testes celíacos. Enquanto o teste é 97 a 99% sensível e específico dentro de um paciente que tem uma biópsia positiva escala Marsh 3, quando se trata de pessoas com atrofia parcial, o teste rapidamente recebe uma nota negativa em apenas 27 a 33% de precisão.

É por isso que eu utilizo o Lab Cyrex - Eu não tenho nenhuma ligação pessoal com este laboratório, eu só recomendo isso porque é o teste mais abrangente disponível atualmente. Dá dez vezes as informações de testes tradicionais e olha para múltiplas reações potenciais do sistema imunológico contra o glúten. Nós todos queremos a precisão e o diagnóstico precoce -  até o momento este é o melhor teste que eu conheço e é, portanto, o que nós usamos aqui na nossa nutrição clínica e departamento médico.

A linha inferior é que a doença celíaca e sensibilidade ao glúten estão matando as pessoas - e não as pessoas que conhecem e diligentemente seguem sua dieta, mas as pessoas que não sabem ou as pessoas que suspeitam mas são erroneamente orientadas pelo seu médico de que elas estão "bem", quando elas não estão.

Nós precisamos compartilhar esta informação !

Vamos espalhar a palavra! Mostre este post para o seu médico. Vamos começar um diálogo e, talvez, fazer algumas incursões no diagnóstico adequado e precoce dessas condições importantes.

Artigo original:
http://www.healthnowmedical.com/blog/2013/12/04/celiac-disease-villous-atrophy-isnt-required-for-diagnosis/

Dra Vikki Petersen, DC, CCN Founder of HealthNOW Medical Center Co-author of “The Gluten Effect” Author of the eBook: “Gluten Intolerance – What you don’t know may be killing you!” - See more at: http://www.healthnowmedical.com/blog/2013/12/04/celiac-disease-villous-atrophy-isnt-required-for-diagnosis/#sthash.fTZULu5v.dpuf

http://dietasemgluten.blogspot.com.br/2013/12/doenca-celiaca-ter-atrofia-das.html