terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Importância da Vitamina K para os dentes do celíaco!!



Muito interessante!!! Todo celíaco precisa verificar suas vitaminas K!! Agora entendi o porquê!!!


Laszlo

VITAMINA K2 É MAIS IMPORTANTE PARA PREVENIR CÁRIES DO QUE O FLÚOR! VEJA TAMBÉM SEUS BENEFÍCIOS NO TRATAMENTO DA OSTEOPOROSE.





* Atente que crianças com cárie frequente podem estar com deficiência de vitamina K2! O culpado pode não ser só a má escovação e consumo de açúcar (os principais vilões).
O poderoso agente curador para cáries dentárias do Dr. Weston A. Price, o "Ativador X"
A importante vitamina K2A Vitamina K2 constitui um mais recente descoberto nutriente, essencial para construir ossos fortes (e portanto dentes) por meio de seu papel ativador de proteínas responsáveis pela utilização e armazenamento do cálcio. Parece que a maioria das pessoas “modernas” têm alguma deficiência de vitamina K2 (também “ajudado” pelo uso de medicamentos como antibióticos ou por um cólon danificado). A menos que você queira se fartar com gorduras animais, com o “natto” japonês (um prato popular japonês a base de feijão de soja fermentado, mas pouco conhecido no resto do mundo) e/ou outros alimentos fermentados (as fontes naturais mais ricas), pode ser sábio usar suplementos de vitamina K2 (principalmente aquelas extraídas do natto)...
Até bem recentemente (cerca de uma década passada), a função da vitamina K (uma vitamina solúvel em gordura, como as vitaminas A e D) era tida como relacionada à coagulação do sangue.
Mas segundo descobertas de pesquisa científica mais recente, a vitamin K (principalmente na forma de vitamina K2) está ligada à
regulação da distribuição de cálcio (ou seja, como nosso corpo usa e armazena cálcio) por meio da ativação de certas proteínas que depositam e organizam cálcio e fósforo nos ossos e dentes e assim previne esse mesmo cálcio de ser depositado nos tecidos macios dos vasos sanguíneos, rins, etc.
síntese de certos lipídios (a bainha de mielina das células nervosas) usados no metabolismo de nosso cérebro.
As importantes funções citadas acima serão adequadamente realizadas com um suprimento suficiente de vitamina k2, enquanto que uma ingestão insuficiente contribui para problemas tanto ósseos como vasculares (calcificação ou acumulação anormal de placa arterosclerótica no coração e rins [pedras]6, inflamação vascular, etc.).
A Vitamina K existe em duas formas principais, K1 e K2. Embora, em razão de sua semelhança estrutural e química, as duas vitaminas K sejam classificadas na mesma família, estudos apontam para o fato de não serem ela intecambiáveis.1 Nosso corpo parece “preferir” usar a vitamina K1 para ativar proteínas coagulantes do sangue no fígado e a vitamina K2 para as funções relacionadas acima (i.e. fixar cálcio em nossos ossos e dentes [onde é necessária para a saúde] enquanto que previnem que ela chegue aos tecidos macios (onde ela frequentemente traz malefício, como a criação de doença cardiovascular).
Para tornar os assuntos um pouco mais complexos, as vitaminas K2 também formam sua família própria de formas levemente distintas, as chamadas menaquinonas. Aquelas de maior interesse para nossa discussão são a menaquinona-4 (MK-4) e menaquinona-7 (MK-7) visto que elas constituem as duas principais fontes de vitamin K 2 natural em nossa dieta (portanto, não levaremos em conta, aqui outras formas como MK-8, MK-9, MK-10, 11 etc.).
Fontes dietéticas (alimento) de vitamina K1 e vitamina K2 (menaquinona-4 [MK-4] & menaquinona-7 [MK-7])
A vitamina K1 pode ser encontrada em muitas plantas e vegetais verdes e/ou ricos em folhas (como espinafre, alface, brócoli, abacates, acelga, vegetais crucíferos como brotos de bruxelas, repolho,etc, espirulina [micro-alga azul-esverdeada], brotos de trigo e de alfafa, outras plantas verdes de crescimento rápido, chá verde, etc.)
A vitamin K2 é encontrada em gorduras de animais que comem grama e em alimentos fermentados, esses últimos tanto de plantas2 como de origem animal (queijos, iogurte e outros produtos lácteos fermentados).
Gorduras/produtos animais contêm a vitamina K2 na forma conhecida como MK-4 enquanto que os alimentos fermentados contêm a forma MK-7 produzida a partir de fermentação ácido-láctea bacteriana. Não se sabe ainda qual dessas formas é mais eficiente.
O Natto, um produto a base de soja fermentada e popular em partes do Japão3, parece gabar-se de ter a mais alta quantidade de vitamina K2 (que, por derivar de fermentação, está presente na forma de menaquinona-7 [MK-7]). Uma tabela, por exemplo, afirma que o conteúdo de MK-7 em 100 g de Natto é enormemente + de 1.100 mcg enquanto 100 g de queijo coalho são apresentadas como contendo cerca de 76 mcg (com 6% existindo na forma de MK-4) e 100 g de chucrute como apenas contendo cerca de 5 mcg.
Essa é uma boa notícia para vegetarianos e veganos que podem assim ter uma dieta favorável aos dentes que contém uma abundância de vitamina K2 (ser ter de recorrer a alimentos animais) ao consumir natto (ou ao menos muito alimento fermentado) ou simplesmente usando suplementos de vitamina k2 derivados do natto.
Várias fontes também incluem menção à flora intestinal do corpo humano, que produz vitamina K2 a partir de K1 mas a quantidade dessa conversão parece não ser conhecida atualmente.
Observação especial sobre a espirulina
Como um “superalimento” verde suplementar, a espirulina é rica em vitamina K1 mas pode não conter vitamina K2 alguma. No entanto, uma companhia chamada Cyanotech, recentemente anunciou que “um laboratório contratado independentemente” descobriu cerca de 15 mcg of vitamina K2 por 3 gramas de spiriulina, do seu produto Hawaiian Spirulina Pacifica. Portanto, alguns suplementos verdes podem ser uma fonte vegetal válida de K2.
K2 & a saúde de seus dentes:
A vitamina K2 é o revertedor de cáries do Dr. Price, o 'Ativador X'
Para uma introdução ao trabalho do eminente dentista e pesquisador Dr. Weston A. Price, veja Pesquisa do Dr. Weston A. Price sobre dieta e saúde e doença dentárias.
Mais tarde em sua carreira científica, o Dr. Price descobriu um nutriente que mostrou dramático benefício curativo para seus pacientes dentários, quando administrado em combinação com óleo de fígado de bacalhau rico em vitaminas e uma dieta nutritiva (contendo itens como leite integral e grãos integrais, frutas e verduras, carnes de órgãos,etc). Essa substância nutritiva-chave foi detectada em manteiga rica em vitamina e no óleo concentrado de manteiga, dela extraído. Por não saber determinar sua exata natureza e identidade química, o Dr. Price a chamou de "Ativador X"4.
Usando a manteiga do Alto-Ativador -X como elemento chave do seu protocolo anti-cárie, o Dr. Price foi capaz de interromper a cárie dentária em seu curso e revertê-la completamente. Cáries previamente ativas começaram a crescer dentina e a remineralizar, fazendo brilhar o dente previamente cariado com nosso acabamento e tornando supérfluo todo trabalho dentário. Um caso dramático envolveu uma menina de 14 anos que, após tomar o concentrado Ativador X e cápsulas de óleo de fígado de bacalhau ricas em vitaminas, três vezes ao dia, durante o período de sete meses, experimentou a cura completa das surpreendentes 42 cavidades que tinha em 24 dentes.
O Dr. Price descobriu grandes variações na concentração do Ativador X em manteigas de várias fontes. A manteiga elaborada do leite de vacas que pastavam em locais com vegetação rica em vitamina K (principalmente pastagem de trigo e alfafa, de crescimento rápido) produzia as mais altas quantidades de Ativador X. A qualidade do solo influenciava fortemente as quantidades mais altas de Ativador X. A qualidade do solo também influenciava fortemente as concentrações de Ativador X (interessantemente e em acordo com outras observações sobre a qualidade nutricional de alimentos crescidos em solos ricos versus pobres, as concentrações de Ativador X em manteiga foram verificadas como as mais baixas nos estados americanos com história mais longa de uso agrícola dos seus solos [ o Leste e o Faroeste], enquanto que se mostraram as mais altas no Condado de Deaf Smith (Texas), o mesmo condado em que o dentista George W. Heard descobriu ser “livre de dor de dente” (ver Um dentista que provou a importância vital da nutrição rica em mineral para a saúde dental).
Como ficou agora praticamente estabelecido, a procurada identidade verdadeira do Ativador X de Price é a vitamina K2. Todas as características que o Dr. Price detectou no Ativador X são, verdadeiramente, apresentadas pela vitamina K2. Eis aqui alguns dos fatos descobertos pelo Dr. Price:
O Ativador X é sintetizado por animais a partir de um precursor encontrado em gramíneas de crescimento rápido. (A Vitamina K2 é sintetizada a partir da vitamina K1, encontrada em plantas verdes.)
O Ativador X é encontrado nas porções gordurosas do leite e em órgãos e gorduras animais (o mesmo se dá com a vitamina K2).O Ativador X age em sinergia com a vitamina A e vitamina D. (As vitaminas A e D sinalizam às células para que produzam proteínas como a osteocalcina, a vitamina K2 e, em seguida, ativam essas proteínas.)
O ativador X desempenha uma parte crucial na utilização de minerais e é um elemento necessário para o controle da cárie dentária. (A vitamina K2 ativa as proteínas que fixam e organizam cálcio e fósforo em ossos e dentes e previne que esse mesmo cálcio seja depositado em tecidos macios de vasos sanguíneos, rins, etc.)
A ingestão do Ativador X é inversamente relacionada à incidência de doença cardíaca. (A vitamina K2 ajuda a prevenir calcificação ou acúmulo anormal de placa arteriosclerótica no coraçãoo e rins, inflamação de vaso sanguíneo, etc, por meio da manutenção de cálcio nos ossos e desencorajando a formação de depósitos de cálcio nas artérias.)
Suplementação com vitamina K2
Há dois tipos disponíveis de suplementos com vitamina K2, um é a vitamina K2 sintética (menaquinona-4 ou MK-4) e a outra é a natural MK-7 (menaquinona-7) derivada de natto.
A sintética MK-4 é considerada equivalente à vitamina natural K2 (MK-4) presente em gorduras animais e tem sido usada em estudos sobre osteoporose realizados no Japão, que estabeleceram a ligação entre K2 e saúde óssea, como também na maioria dos experimentos com animais5 realizados com objetivos semelhantes.
Quando tomar vitamina K2 na forma de pílula, você poderá querer combinar sua ingestão com gordura, já que verificou-se que isso tem aumentado sua absorção pelo corpo (“bio-disponibilidade”). Não foram observados efeitos tóxicos, em razão de altas doses de vitamina K2.
Uma visita à internet mostra que há muitos vendedores a ofertar vários tipos de suplementos com vitamina K2, de várias qualidades. Se você decidir usar suplementos, faça-o sabiamente .
Aviso: pacientes que tomam anticoagulantes orais (varfarina e similares) devem consultar com seu médico, antes de tomarem suplementos com vitamina K2, já que esses últimos interferem com a atividade do primeiro.
Notas de pé de página
1 Por exemplo, apenas a vitamina K2 foi verificada como tendo ligação com um menor risco de doença cardíaca. O chamado “Estudo de Rotterdam” verificou que alta ingestão de vitamina K2 diminuía o risco de séria calcificação arterial em 52 % e mortalidade por doença cardíaca em 57 %, enquanto que uma grande ingestão de vitamina K1 não mostrou efeito algum.
2 Vegetais fermentados como o bem conhecido chucrute. Talvez muitos desconheçam, mas praticamente qualquer planta pode ser fermentada (sujeitando-se alimentos perecíveis à fermentação bacteriana foi um dos principais processos que nossos ancestrais usaram para preservar alimentos).
3 mas não noutro lugar, devido ao seu gosto forte
4 O Ativador X é também conhecido como Fator-X ou Fator Price.
CuraDente.com não apóia experimentação com animais, sobre as razões ver, por exemplo, Animal Experimentation Unscientific [A Experimentação Animal não é Científica].
6 ... e, a julgar por um relatório anedótico que veio ao meu conhecimento, a vitamina K2 pode também ajudar a curar (remover) placa dentária que em sua forma calcificada do seu estágio mais avançado, chamada de cálculo ou tártaro, em verdade contém cálcio (ver relatório de caso em Problemas gengivais, infecção e doença: mudança de dieta [sem grãos]).
LASZLO
Natural é Estar Bem!
www.laszlo.ind.br